Cirurgia plástica? Escolha um fisioterapeuta para o pós-operatório

A escolha do fisioterapeuta para realizar o tratamento pós-operatório de uma cirurgia plástica é tão importante como a escolha do médico, pois a recuperação da cirurgia pode ser decisiva no sucesso da operação. Portanto, além da escolha do médico, que deve ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), e do hospital, que deve contar com estrutura adequada para garantir o conforto e a segurança do paciente caso ocorra qualquer intercorrência, é fundamental escolher o profissional correto para a recuperação.

Por que devo escolher um fisioterapeuta?

Diferente de outros profissionais, o fisioterapeuta age para reorganizar as estruturas dos tecidos, devolvendo funcionalidade e flexibilidade, favorecendo o metabolismo normal, o que é fundamental para evolução do paciente após uma intervenção tão séria com extenso deslocamento dos tecidos subcutâneos.

Também vale ressaltar que, após a cirurgia, o paciente pode apresentar comprometimento respiratório, funcional, dores musculares, articulares e dificuldade de realizar alguns movimentos, mesmo após meses de operação. O fisioterapeuta é o profissional apto para avaliar as funções neurológicas, de sustentação e de movimentação do paciente, além de prevenir e detectar possíveis comprometimentos e usar a abordagem certa, como as mobilizações articulares e cinesioterapia.

Drenagem linfática manual e aparelhos estéticos não são recursos indicados

A I Jornada de Fisioterapia em Cirurgia Plástica Estética e Reconstrutiva, realizada no Rio de Janeiro em abril de 2018, reuniu fisioterapeutas e cirurgiões plásticos renomados do Brasil e foi um marco na definição da prática da fisioterapia para reabilitação pós-cirúrgica. Casos clínicos e estudos científicos mostraram contraindicação das massagens vigorosas e dolorosas e do uso de aparelhos estéticos como carboxiterapia, ultrassom ou radiofrequência na fase inicial do pós-operatório. Tratamentos para incentivar a formação de colágeno na verdade vão formar ainda mais tecido cicatricial e agravar problemas como fibroses, aderências e retrações na pele.

Então qual tratamento é indicado depois da cirurgia plástica?

No mesmo encontro, foram mostrados estudos que a eficácia da terapia manual no tratamento de intervenções cirúrgicas. Isso porque o foco neste momento é a reabilitação tecidual durante todas as fases de cicatrização. Aqui na Fêmina Clínica de Estética, nossa fisioterapeuta dermatofuncional Jéssika Campos é especializada em Linfoterapia e Terapia Manual no tratamento pós-cirúrgico. Ela também é pioneira em Goiás com aplicação da Fisioterapia Intraoperatória em Ambiente Cirúrgico, que ajuda a controlar o trauma no pós-operatório imediato.

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags

AGENDE SUA AVALIAÇÃO

Basta um clique

ENDEREÇO

Rua 15, 1340,

Setor Marista

Goiânia - GO

HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO

Seg a Sex: 7h - 18h

  • Instagram Fêmina Estética
  • Facebook Fêmina Estética

© 2018 por Fêmina

Clínica de Estética